março 2003


Time Sujera Machine

sujera: “pow, passei um nmap numa rede ae e apareceu essa maquina: kernel 2.4.18, uptime de 70.000 dias.”

eu: “eh mesmo?”

thefallen@Ragnarok:~$ dc

70000 365 / f

191

2003 191 – f

1812

191

q

thefallen@Ragnarok:~$

eu: “pow. legal. temos uma maquina linux online a mais de 191 anos!”

suid0: “qual versao de kernel q a gente usava naquela epoca mesmo, la por 1812?”

eu: “devia ser o kernel 2..4.18-vapor_powered”

eu: “isso prova tamem q o linux eh um antigo projeto do exercito americano para dominar o mundo. mesmo antes do computador eles ja tinham o 2.4.18 pronto. e prova tamem que linus torvalds nao eh uma pessoa comum. ja assistiu o filme do ‘homem bicentenario’? tipo, o linus foi um androide construido pelo governo americano pra desenvolver a ideia e projetar o kernel do linux, qdo na verdade eh uma arma do exercito.”

eu: “nem vo blogah isso >:P”

pow. para tudo q eu vo desce. ja ate puxei a cordinha do onibus cosmico pra parah no proximo ponto.

Sujera e o Misterio da ISO

Tavamos hj aqui tranquilos, aguardando o pgto q, segundo diz a lenda, sai um dia desses, qdo liga um sujera prum camarada meu aqui…

sujera: “ow, ceis tem speedy ai?”

ez: “speedy? tem, um speedy de 256”

sujera: “ow, faz um favor? me manda a ISO do slack por email? como vcs tem link rapido, chega mais rapido no meu email…”

ez: “???”

Pow. Pensa soh. Transferir uma ISO do slack (~700M) por email… Lembrando que codificacao base64 aumenta em +/- 30% o tamanho do anexo… entaum email = 700M * 1.30; portanto email = 910M.

Imagina agora QUAL smtp te permitiria mandar um email de quase 1G…

Vamos supor que em um ambiente irreal, 2 servidores SMTP permitam emails da magnitude de 1G (o seu SMTP q envia e o SMTP do outro lado q recebe). Suponhamos tambem que a quota de emails do dito infeliz, digo, usuario, suporte um email da dita magnitude.

Agora me diga qual vai ser a vantagem disso tudo se esses sujera ainda vai precisar baixar o email pra maquina local dele?

imagina a qtde de Timeout q ia dar no Outlixo dele (nao posso admitir q um trouxa desse use outro coisa que nao seja Microshit Outlixo)…

Esse cara poderia ser rebatizado de DDoSMan… 😛

Universe stinks.

Sujera enfrenta os poderes maleficos do ping maldito

Ae. Vcs sabiam que ping faz queimar o computador?

Pois eh. Chego de manha pra trampa, o sujera foi na casa do patraum onti pra ligar um linux na tomada la e por no speedy. Primera merda.

Ele zuou tudu os cabos do speedy. Ae o speedy funcionava, de repente parava. ae funcionava, parava. Ta. Podemos lidar com isso.

Ae o idiota coloca um notebook na redinha interna la com o ip real do speedy… Tipo fica o linux com o 200.200.200.200 e o Notebook com o 200.200.200.200 saindo na porrada pra decidir quem fica com os pacotinhos.

Ta. Depois de 2 horas q ele ficou me enxendo o saco no telefone, consegui finalmente fazer com que o cerebro microscopico desse ser semi-humano colocasse as coisas do jeito q deveriam ser. Mas o pior ainda tava por vir…

Ae fui subir a VPN. Com o speedy estavel, subiu facinho.

Bom, agora eh hora de testar a VPN. saindo do linux, funciona maravilhosamente bem. Agora precisa pegar o Notebook que o sujera zeh ruela colocou na rede interna.

Depois de alguns xingos, consigo q ele troque o IP do note pra um ip da rede interna. Ate ae tudo bem.

Ae mando ele colocar o Note fazendo ping nas maquinas da rede interna do outro lado da rede e deixar fazendo ping… ate passo o comando pra ruindoze: ping -t blablabla

“sujera, dexa o note fazendo ping no 192.168.0.1. ping -t 192.168.0.1 e deixa”

“mas vai deixar fazendo ping mesmo?”

“faz o q eu to pedindo.”

ae chego hj, vou olhar o trafego la, nada passando.

“SUJERA, vc deixou o note fazendo ping como eu mandei ontem?”

“nao, nao deixei nao. achei melhor nao.”

“COMEHQUEH? qual parte da frase ‘deixa o note fazendo ping’ vc nao entendeu ontem?”

“achei que ia dar problema. Eh perigoso deixar fazendo ping assim. pode dar problema na maquina”

Eu nem sabia que ping queimava a maquina… Deve ser alguma maldicao do Bill Gates: “Thou shalt not ping for ever. Thy machine shall perish, and thee as well. Thy network shall burn in the depths of Hell.” Oh God. Cada vez o sujera me espanta mais, com sua completa imbecilidade e total incapacidade de seguir instrucoes diretas…

E pensar q a gente ainda deixa esses cara andar na rua sem colera com registro na prefeitura…

Ae. Parem o Universo q eu quero descer.

Bill Gate’s Sujera son brincando de programar em C Linux, um dia após sua primeira aula de C

sujerinha: cara, eu mando compilar com o gcc e ele dá isso.

sujerinha: gcc -o sujerinha sujerinha.c

sujerinha: gcc: sujerinha.c: No such file or directory

sujerinha: gcc: no input files

Kenjiro: e existe essa poha de arkivo sujerinha.c?

Kenjiro: acho que não né?

Kenjiro: tu nao tava trabalhando no teste.c?

sujerinha: como faço para copiar de putty para putty ?

Kenjiro: seleciona o texto num… e usa Shift+Ins no outro

sujerinha: para apagar arquivos no linux

sujerinha: comando

Kenjiro: rm e o nome do arkivo

sujerinha: [sujerinha@HOST sujerinha]$ gcc -o sujerinha sujerinha.c

sujerinha.c:1: parse error before ‘<‘ token

sujerinha.c:2:19: conio.h: No such file or directory

sujerinha.c:8: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:9: parse error before string constant

sujerinha.c:9: warning: conflicting types for built-in function `printf’

sujerinha.c:9: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:10: parse error before string constant

sujerinha.c:10: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:11: parse error before string constant

sujerinha.c:11: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:12: parse error before string constant

sujerinha.c:12: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:14: initializer element is not constant

sujerinha.c:14: parse error before “printf”

sujerinha.c:15: parse error before string constant

sujerinha.c:15: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:16: warning: data definition has no type or storage class

sujerinha.c:18: parse error before ‘}’ token

sujerinha: olha o erro

Kenjiro: hahahahahaahahahhaahhaha

Kenjiro: tu é um tosko mesmo

sujerinha: #include <stdio.h>

sujerinha: #include <conio.h>

sujerinha: void ();

sujerinha: {

sujerinha: system (“clear”);

sujerinha: integer a,b,r;

sujerinha: printf(“Indique um valor para a =>”);

sujerinha: scanf(“%d”, &a);

sujerinha: printf(“Indique um valor para b=>”);

sujerinha: scanf(“%d”, &b);

sujerinha: r = a / b

sujerinha: printf(“resultado”);

sujerinha: scanf(“%d”, &r);

sujerinha: getche();

sujerinha: }

sujerinha: quais os comandos do pico para copiar, salvar, colar

Kenjiro: primeiro…. ta faltando um ‘;’ no “r=a/b”

Kenjiro: getche??????? é um comando gaúcho???

Kenjiro: no meu tempo era só ‘getch’

Kenjiro: mas tudo bem…

Kenjiro: tio, isso tudo tem no menu do pico (na parte inferior) basta ler

Kenjiro: e outra… tu tá tentando usar ‘comandos’ no C que só tem na bosta do C pra windows.

sujerinha: e para copiar do icq paa o putty no editor vi

Kenjiro: Ctrl+C no icq… e Shift+Ins no putty

……..

E o pior é que eu tenho paciência pra explicar hehehehehe

OH MY

Prof EinSujeraTein e sua comparacao entre Bancos de Dados

<sujeramami> kripton : oracle e uma bosta usa postgres 😉

<kripton> o oracle uma bosta ??

<kripton> naum acredito que ouco isto

<sujeramami> kripton : tudo q tem q paga e uma bosta 😉

<sujeramami> kripton : e o postgres perde pouco para oracle 😉 o clente que qualdade e preco, nao precos escabros 😉

<kripton> o cliente quer que funcione e rapido

<thefallen> sujeramami vc conhece a fundo oracle?

<kripton> thefallen: vc ainda pergunta isso ?

<gcc_> sujeramami: chega lah no terra, e fala pra eles trocarem o oracle por pgsql

<thefallen> kripton tenho q perguntar, neh?

<kripton> thefallen: ta na cara que ele nunca viu nem o cd de instalacao

<thefallen> o cara chega e fala q oracle eh uma bosta

<thefallen> nem vo blogah isso…

<thefallen> >:D

Próxima Página »